Sábado, 08 de Agosto de 2020
ENTRE RIOS
Saúde Mental: Janeiro Branco chega a 3ª edição em Entre Rios
Imagem: Redação
Publicado em 03/02/2020

O mês de Janeiro é, para muitas pessoas, um período especial, porque traz os resquícios das alegrias das festas da virada de ano e, por conseguinte, a renovação das esperanças de dias melhores. Mês do verão, das férias escolares, da preparação para o carnaval, das promessas de mudanças a cumprir, enfim, mês de muitas alegrias e expectativas. Para outros, é também o mês de preocupação com as grandes despesas: início do ano escolar, impostos a pagar, de passar a limpo os gastos do fim do ano anterior e de retomar problemas ainda por se resolver. Enfim, é o mês do Equilíbrio, que deve marcar o restante do ano que se inicia.

Pensando no equilíbrio que deve marcar uma vida humana sadia, do ponto de vista não só da saúde física, mas, sobretudo emocional, é que foi criada por volta do ano 2013, pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão, a Campanha Janeiro Branco. Preocupada com o Bem-estar e a Saúde Emocional, tal campanha pretende chamar a atenção de todos para a necessidade de equilibrar, de modo saudável, todos os aspectos da vida humana, representando tal harmonia justamente na cor branca, que é a união de todas as cores.

No dizer de seu criador, “o objetivo é expandir a necessidade de ver que a saúde mental e emocional está diretamente ligada ao bem-estar, ao trabalho e à convivência social” .
No mês de Janeiro, sinônimo de verão no Brasil, o que se vê é certa invasão nas academias, praias, parques e praças, tudo para ficar com “o corpo em dia”. Um verdadeiro culto ao corpo! Isso não seria um problema se, nesse contexto, fosse dado também certa importância ao cuidado da mente, do espírito e do coração.

A máxima “Mens sana in corpore sano” ("uma mente sã num corpo são", famosa citação latina, derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal), só pode inspirar uma vida saudável e plena se é lida também no sentido inverso: “um corpo são numa mente sã”, pois a saúde do corpo físico depende do equilíbrio emocional, e até espiritual, sobretudo do controle e da sanidade mentais.

O que temos constatado, no entanto, é que as doenças da mente e as de fundo emocional, vem in crescenti nos últimos anos, pesa a todo bem-estar e conforto que as novas descobertas científicas e as novas tecnologias propiciaram ao Homem. Têm se adoecido muito mais da alma e do coração hoje do que em qualquer outra época da história humana. Exemplo disso é que a mesma tecnologia que encurta as distâncias geográficas e culturais distanciam as pessoas umas das outras, provocando isolamento social; pequenos incidentes de trânsito provocam níveis de reações emocionais desproporcionais, o que tem elevado o número de crimes relacionados ao trânsito.

Na perspectiva dessa campanha Janeiro Branco, somos chamados a perguntar-nos: como estamos vivendo? Quais atitudes estamos adotando ao longo da vida? Quais valores estamos desenvolvendo? Como dispomos nossas energias? Quanto nos envolvemos emocionalmente com nossos trabalhos, projetos e relações? E, sobretudo, qual a qualidade desse envolvimento? Tudo isso implicará a construção de uma vida humana sadia e com sentido.

Poderíamos dizer em outras palavras: a finalidade da Campanha Janeiro Branco é dar-nos conta e refletir sobre a qualidade da nossa vida mental, física e emocional. Tomar consciência de quanto e como somos afetados pelas situações desafiantes do nosso cotidiano e de como estamos respondendo a elas. Tomar consciência e propor mudanças se, por acaso, estamos levando uma vida de estresses, de esgotamento mental, de solidão e abandono, de relações vazias de sentido, de carência de verdadeiro afeto, enfim, aproveitar esse início de ano para mudar, mudar para melhor, o rumo da própria vida. E para isso, serve buscar apoio daqueles que certamente estarão ao nosso lado para ajudar: familiares, amigos e, sobretudo os profissionais da saúde.

Que essa Campanha alerte a todos para repensar e reformar as vidas; que ajude a começar bem para terminar bem mais um ano de vida e, que esta seja vivida com saúde e em plenitude.

Foi com intuito de levar conhecimento desta tão importante campanha que os psicólogos Elisângela Bernardo, Rubens Costa e Rafael Martins com o apoio das estudantes de psicologia Niérica Viéira e Joana Kavnat realizaram duas ações na cidade de Entre Rios.
A ação do dia 24 de janeiro ocorreu na rádio Entre Rios FM, no programa A Voz do Município onde a psicóloga Elisângela Bernardo e os psicólogos Rubens Costa e Rafael Martins debateram o tema da Campanha Janeiro Branco, orientando toda a comunidade acerca da necessidade de cuidados com a saúde mental. No dia 25 a ação ocorreu na feira livre, onde foi montado um stand de orientação psicológica e de acolhimento, bem como orientação sobre a importância da campanha Janeiro Branco.

Essas ações correspondem a terceira edição da campanha na cidade de Entre Rios, contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Entre através da SEMAS, da Farmácia Mutti e Belo Passos Calçados, Lucas Variedades, Casa Estrela e Vereador Israel Lobato.


Rafael Martins de Miranda
Psicólogo / Psicopedagogo
Atendimento Clínica RCS
Psicólogo CRAS Litoral

Por: Redação
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2020 © Todos os direitos reservados